top of page

SEPARAÇÃO

Esse foi o tema que ontem predominou na clínica, do momento em que entrei ao último horário ao sair. Lembrei do refrão de uma música dos anos 80 do grupo Engenheiros do Havai “tudo se divide tudo se separa”.


Do ponto de vista da psicanalise lacaniana o ser humano se constitui a partir do Outro e a ‘união’ é chamada de operação da alienação, ela ocorre quando as fantasias primárias, ilusões, ideais.. encontram uma relação íntima de identificação. Os anseios um encontro de um casal, grupos, sociedade... estão pautados na promessa concedia pelos significantes e significados.


Traduzindo, a pessoa se agarra com as identificações primárias provindas do Outro. No imaginário há uma semelhança, identificação, admiração, projeções, idealizações e são esses elementos que inauguram as relações. Tem uma ênfase simbólica constitutiva. Quando a linguagem, onde o inconsciente se estrutura, ou o discurso(fala de elementos de um grupo)desaparece aquilo que falta ao Outro, já que existe na busca da relação um complemento(imaginário), ou seja, o Outro (pessoa, lugar, grupo) deixa de oferecer uma alienação constitutiva, deslizamento de sentido, o sujeito se depara com a questão crucial que é o desejo de se separar. O famoso "não tem nada haver" distinções de perspectivas.


A comunicação e a atualização de ponto de vista, sentido, idéias, desejos, reflexões, conjecturas, possibilidades, medos, inseguranças, ideias, ensaios... nem que seja “jogar conversa fora” é o que une um casal, amigos e um grupo.


Precisamos nos atualizar, sim a aproximação do que há no pensamento, temos que falar de sentimentos e dar voz aos ideais...isso é primordial para a união das pessoas. Intimidade, não superficialidade. Deixamos de admirar(seguir) alguém ou um grupo quando aquilo que o Outro oferece está diferente do que desejamos ou do que precisamos. Quando os caminho, esforços e energias estão indo em sentidos OPOSTOS.


Ontem pensei, do ponto de vista institucional quando as empresas tem problemas a causa está na SINERGIA, o conceito é mais ou menos assim Cooperação, vem da origem grega (synergía). Sinergia é um trabalho ou esforço para realizar uma determinada tarefa muito complexa, e poder atingir seu êxito no final, contudo para que ela aconteça precisa haver ação simultânea das partes ou envolvidos. União é o ponto principal, o esforço coletivo, coesão e entendimento. Como em um time de futebol, o que mais temos perto de uma equipe.


O posto de Sinergia seriam forças contrárias: desunião, antagonismo, separação, discórdia, afastamento, egoísmo. E a falta de comunicação é fator que provoca as divisões.


Em um casamento não é diferente se o marido pensa, age, sente, acredita, deseja... muito diferente da esposa logo terá um grande problema essa relação. Sobre as técnicas de aproximação, resgate, alienação e junção dos sentidos e energias(relação sexual inclusive) a clínica oferece essa possibilidade.


Do ponto de de vista espiritual o Livro Sagrado fala: “Mas, além de todas essas coisas, revistam-se de amor, pois é o perfeito vínculo de união.” Colossenses 3:14 E ainda ”Acima de tudo, tenham intenso amor uns pelos outros, porque o amor cobre uma multidão de pecados” 1 Pedro 4:8. Ainda sobre o Amor “Suporta todas as coisa, acredita em todas as coisa, espera todas as coisas,persevera em todas as coisa. O amor nunca acaba...” 1 Corintios 13:7,8


Como hoje as pessoas não são mais espirituais; estão adoecidas emocionalmente e engolfadas pelas ansiedades, materialismo, competição, egoismo, individualismo e ganância, além de serem regidas por um espirito, poder superior, que ausenta a paz .. as separações são temas que regem o Dia de trabalho.


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page