top of page

A importância do autoconhecimento

Investir em autoconhecimento é designar esforços para conhecer a si mesmo e a suas emoções. É descobrir suas qualidades, capacidades, bem como, seus defeitos e pontos que devem ser melhorados. Além disso, é também saber lidar com isso tudo e encontrar as oportunidades para se autodesenvolver.


TUDO mudou e você continua o mesmo? Está tendo dificuldades adaptativas? Sua mente, esforços e conhecimento estão apenas para o exterior?


Antes de pensarmos em conhecer o outro, é necessário conhecer a si mesmo. Antes de liderar alguém, é necessário que o líder lidere a si mesmo, tenha ciência de suas fortalezas e fraquezas, conheça suas crenças, padrões mentais, emoções e o que o motiva em sua vida.


Os valores e as crenças têm papel fundamental em nossas ações com os liderados, pois podem nos impulsionar, como também nos limitar. Por isso Pais, Professores, Gestores, Empreendedores invistam em serem o modelo, caso contrário o que for dito não terá coerência.


Em todo processo de autoconhecimento é preciso um olhar cuidadoso para cada um dos aspectos que enxergamos nesse caminho. Alguns aspectos, muitas vezes, já conhecemos, pois recebemos feedbacks constantes de nossos familiares e amigos, ou pior ainda do nosso corpo com doenças e áreas de tensões inflamadas.


Nem sempre estaremos prontos para lidar com aquilo que descobrimos, alguns perfis são tão retraídos no autoconhecimento que geralmente mudam muito de psicoterapeutas, médicos e outros profissionais que tentam ajuda-los a entrarem em contato com o Ser interior.


Vamos imaginar, por exemplo, que acabamos de mudar para uma cidade. Tentamos descobrir o que gostamos, o que não gostamos, quais locais são mais interessantes, entre outros, e damos prioridade àquilo que é essencial para o nosso dia a dia.


Pode ser que, naquele momento, o que esteja nos agradando mais seja uma praça ou um parque, mas daqui a algum tempo, não seja essencial. Descobrimos novos locais, sensações e limitações daquela cidade. Assim é nosso autodesenvolvimento!


Em determinada fase da vida damos mais valor a ter mais dinheiro, em outra fase, ter mais tempo para a família, outra a amigos... O importante é entender esta evolução e saber tirar o melhor destas fases. Integrar todas as fases e não excluir, negar ou sentir culpa.


Quando se busca o autoconhecimento, a pessoa busca soluções para o crescimento.


Nesse momento começam a aparecer oportunidades, mas o melhor é que esse indivíduo começa a percebê-las e ver que é possível fazer de uma ocasião passageira uma realidade.


A autoestima oscila de acordo com as situações e principalmente em como nos

sentimos em relação a cada uma delas. Mas o que faz com que algumas pessoas sejam mais seguras de si, mais estáveis emocionalmente enquanto outras se perdem, se desesperam quando algo acontece?


O diferencial que faz com que cada um consiga ter controle sob suas emoções é o autoconhecimento.


Você ama alguém, confia em alguém que pouco conhece? Geralmente amamos e confiamos apenas em quem conhecemos muito! E se você não se conhece como quer acreditar mais em sua própria capacidade? Como quer ir em busca de seus sonhos se não acredita ser capaz? E por que não acredita ser capaz? Porque não sabe quem você é.


Quanto mais distancia a pessoa tem de si mesma mais perturbações psíquicas, turbulências e fragilidade de personalidade ela terá.


Em tempos de crise, futuro externo inseguro...evite uma existência angustiada.


Busque fortalecer-se, só assim terá direção e menos ansiedades.


Sônia Augusta

Psicóloga Clinica



65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page