top of page

Amigos porque são importantes

Ter amigos, fazer amigos e ser amigável. Coisas diferentes. Quando os pais possuem amigos genuínos, sinceros e leais, por vezes os filhos aprendem essa arte. O que está acontecendo é que tem muita gente superficial e as amizades passam a serem superficiais. Apenas quando há festa, fatura, viagens e entrega eles estão ao lado; mas na dureza, perda e sofrimento ficam longe. Esse é o termômetro para saber que é verdadeiro e profundo ou raso.

Uma verdadeira amizade não é privilégio de muitos, pois se baseia em alguns aspectos:

  • Partilhar sentimentos. Só se consegue dividir o que entramos em contato, acontece que as pessoas se blindaram, colocam mascaras e estar em sintonia com o Eu interno e dividi-lo para muitos é risco, ou pior, estão com medo.

  • Abrir o coração; Deixar sair coisas alegres e tristes; fáceis e difíceis e isso requer tempo e aprofundamento da intimidade afetiva. E o tempo tem outras prioridades.

  • Aceitar o outro como ele é. Mesmo trocando informações, parecer, críticas... a vida do outro é dele e aceitar essa ‘não fusão” é difícil para os controladores.

Segundo Zygmunt Bauman muitos contatos são apenas online, e estão cheios de vantagens sobre os offlines: são mais fáceis e menos arriscados — o que muita gente acha atraente. Eles tornam mais fácil se conectar e se desconectar. Casos as coisas fiquem “quentes” demais para o conforto, você pode simplesmente desligar, sem necessidade de explicações complexas, sem inventar desculpas, sem censuras ou culpa. Em grupos alguns sai e “ Pronto estou livre”.


Tem um provérbio inglês que é assim “ se você ganha algo, perde alguma coisa” , só ter amigos virtuais estão entre as coisas perdidas, porque as habilidades necessárias para estabelecer relações de confiança, as para o que der vier, na saúde ou na tristeza, com outras pessoas. Relações cujos encantos você nunca conhecerá a menos que pratique. O problema é que, quanto mais você busca fugir dos inconvenientes da vida offline, maior será a tendência a se desconectar.


Amigos nos conhece, então trata-se de se conhecer, senão terá dificuldade de cultivar amizades. Com eles trocamos informações importantes e relaxamos sem armadura e censura. Poder contar com alguém é uma honra uma arma contra a solidão e vazio narcísico.


Eles são espelhos e por vezes espinhos, mas a relação permanece. Um inspirado escritor Bíblico disse:

Se o justo me surrasse, seria um ato de amor leal; Se me repreendesse, seria como óleo sobre a minha cabeça, Que a minha cabeça nunca recusaria. Continuarei orando, mesmo nas suas calamidades.

Nem todos suportam a verdade, esse é o outro aspecto porque muitos não tem amigos; Não não aceitam opiniões contrárias. Ficam com raiva e colocam como inimigo quem é real e leal. Crescemos com as diferenças, mas isso para alguns outros preferem cocegas nos ouvidos de súditos, bajuladores ou idiotas.


Fecho com uma frase de 14 de maio 1904 a sétima carta do jovem Rainer M. Rilke:


“Amar também é bom:porque o amor é difícil. O amor de duas criaturas humanas talvez seja a tarefa mais difícil que nos foi imposta,a maior e última prova,a obra para a qual todas as outras são apenas uma preparação.”

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page