top of page

Dores nas costas. Quem nunca sentiu?!

As dores nas costas constituem, depois da dor de cabeça a mais frequente das queixas dos que procuram a clinica. Uma pesquisa do jornal Folha de São detectou que 57% dos paulistanos pesquisados a tem, abaixo dos 71% que se queixam de dor de cabeça. A mais de um s[éculo atrás Charcot neurologista ídolo de Freud escreveu sobre a tríade de sintomas que leva o seu nome, formada pelas queixas de fraqueza, dor de cabeça e dores nas costas.

O fundo é geralmente psíquico. O bom funcionamento da coluna intervém na marcha, na atividade sexual, na capacidade de levantar pesos e executar trabalhos. A região lombar, esclarece Haynal no seu Manual da Medicina Psicossomática , desempenha papel importante nas atividades básicas da vida; “opor-se, manter-se ou, ao contrário, curvar-se, ceder, sujeitar-se. Ela é nó das lutas e dos fracassos: em um dos polos a derrota, a depressão, o abatimento; no outro polo, a recusa, a disposição para o enfrentamento, a revolta, a reivindicação.”

Outros autores renomados falam que a coluna sendo o eixo vertical do corpo, é sinônimo de atividade e trabalho, e assim as situações que influem na segurança e estabilidade do indivíduo podem ser causa de dores nas costas. A impossibilidade de erguer adequadamente a coluna agride o amor-próprio da pessoa, embutindo a ideia- simbólica, evidentemente - de que está abandonando a dignidade humana, “regredindo” à uma condição rebaixada.

A própria postura do indivíduo pode refletir o estado de seu psiquismo, expressando o que poderíamos chamar de uma “linguagem corporal”, da mesma forma que também o é a mímica facial, quem anda olhando para baixo, não está animado, está "pra baixo", sem perspectiva.... Quem está triste tem uma postura arqueada, como fala Freud: “com a parte superior do corpo dobrada e os ombros curvados, como se carregasse o mundo sobre as suas costas”- O Mal estar na Civilização. Essa posição favorece por mecanismos diversos, o aparecimento de dores e cansaço muscular.

Nas mulheres as dores nas costas pode supor inadequação sexual, forma inconsciente de esquiva para não fazer sexo com o marido(assim como dor de cabeça).

Nos homens as dores nas costas serve com desculpas para os fracassos, a falta de iniciativa e a fuga do trabalho. O livro Medicina psicossomática e a coluna vertebral chama os portadores de dores crônicas nas costas de “perdedores”, identificando-os como significativamente deprimidos , com o estilo de vida voltado ao invalidismo, com dó de si mesmo. “minhas costas não prestam para nada, por isso não consigo ser isso ou aquilo...” frases muito comum de alguns.

As costas representam nosso sistema de apoio. Problemas nas costas geralmente significam que estamos carentes de apoio. Por isso antes de uma intoxicação dom analgésicos, anti-inflamatórios, massagistas, acupunturistas... pense em uma introspeção. Um psicólogo pode ajudar.


33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page