top of page

ISOLAMENTO SOCIAL

Ansiedade é o retrato psicopatológico deste ano. Insegurança, incertezas, mudanças abrutas... podemos definir a Ansiedade como sendo uma vivencia emocional do universo do medo direcionado para o futuro, com sintomas: Físicos, Psíquicos e Emocionais.

Casos de sofrimento mental mais severo frequentemente incluem pessoas com suspeita  ou  diagnóstico confirmado de COVID-19 e seus familiares, pessoas hospitalizadas ou que passaram  pela experiência de hospitalização, pessoas vivenciando o processo de terminalidade ou a morte de familiares, em particular aquelas que não puderam se despedir presencialmente ou acompanhar o falecido em função da pandemia.

As pesquisas internacionais mostram a eficácia de terapias e intervenções psicológicas  realizadas pela internet em casos de depressão, ansiedade, luto, transtorno do pânico, fobia social,  transtornos alimentares, de estresse pós-traumático, além do uso de álcool/outras drogas, ideias suicidas, crises e aspectos psicológicos de situações somáticas crônicas como psoríase e artrite reumatoide.

Em outras epidemias, como a SARS, o atendimento psicológico remoto se tornou rapidamente um mecanismo importante para acolhimento a queixas relativas à saúde mental.

Referencia Bibliográfica:

FARIA, Gabriela Moreira de. Constituição do vínculo terapêutico em psicoterapia online: perspectivas gestálticas. Rev. NUFEN [online]. 2019, vol.11, n.3 [citado 2020-06-16], pp. 66-92 .  .

 SCHMIDT, Beatriz et al . Saúde mental e intervenções psicológicas diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Estud. psicol. (Campinas), Campinas , v. 37, e200063, 2020 

bottom of page